sábado, 31 de julho de 2010

JOÃO CARLOS MARTINS, UMA LIÇÃO DE SUPERAÇÃO

JOÃO CARLOS GANDRA DA SILVA MARTINS nasceu em São Paulo no ano de 1940. é um ex-pianista e maestro brasileiro. É também avaliado como um grande especialista e intérprete da música de Johann Sebastian Bach.

João Carlos começou seus estudos ainda menino, no dia em que seu pai comprou um piano, com a professora Aida de Vuono. Aos oito anos, seu pai o inscreveu em um concurso para executar obras de Bach e ele venceu seu primeiro de tantos outros que estavam por vir. Começou a estudar no Liceu Pasteur e, com 11 anos, já estudava piano por seis horas diárias. Teve, no Liceu, aula com o maior professor de piano da época -- um russo radicado no Brasil, chamado José Kliass. Sempre buscou a perfeição para se tornar um verdadeiro intérprete. Venceu o concurso da Sociedade Brito de São Petersburgo. Seus primeiros concertos trouxeram a atenção de toda a crítica musical mundial. Foi escolhido no Festival Casals, dentre inúmeros candidatos das três Américas para dar o Recital Prêmio em Washington. Aos vinte anos estreou no Carnegie Hall, patrocinado por Eleanor Roosevelt. Tocou com as maiores orquestras norte-americanas e gravou a obra completa de Bach para piano. Foi ele quem inaugurou o Glenn Gould Memorial em Toronto.

Um amor tão grande pela música, uma dedicação tão intensa e meritória de admiração e respeito. João Carlos Martins viu-se por diversas vezes privado de seu contato com o piano, quando teve um nervo rompido e perdeu o movimento da mão direita em um acidente em um jogo de futebol em Nova Iorque.

Com vários tratamentos, recuperou parte dos movimentos da mão, mas com o correr dos anos desenvolveu a doença chamada LER, que ocorre devido a movimentos repetitivos e causa o estressamento de nervos. Novamente teve que parar de tocar, e dessa vez acreditou seria para sempre. Vendeu todos seus pianos e tornou-se treinador de boxe, querendo estar o mais longe possível do que sua carreira significava como músico.

Mas sua incontrolável paixão o fez retornar, e realizou grandes concertos, comprou novos instrumentos e tentou utilizar o movimento de suas mãos criando um estilo único de tocar e aproveitar ao máximo a beleza das peças clássicas. Utilizou-se da mão esquerda para suas peças e obteve extremo sucesso com esta atitude.

Ao realizar um concerto em Sofia na Bulgária, sofreu um ataque em um assalto, e um golpe na cabeça lhe fez perder parte do movimento de mãos novamente. E ao se esforçar, sofria dores intensas em suas mãos, principalmente na esquerda. Novamente pensou que nunca mais voltaria a tocar. João perdeu anos de sua carreira em tratamentos, treinamentos e encontrou novamente uma nova maneira de tocar, utilizando os dedos que podia em cada mão, mas dia a dia podia tocar menos e menos com o estilo e maestria de antigamente.

Essa paixão de João Carlos pela música inspirou um documentário franco-alemão chamado Martins Passion, vencedor de quatro festivais internacionais -- FIPA DÓR 2004; BANFF ROCKIE AWARD 2004; CENTAURO com o melhor documentário de longa-metragem, S. Petersburgo; BEST DOCUMENTARY AWARD, Pocono Mountains Film Festival, USA.O documentário franco-alemão sobre a sua vida - "Paixão segundo Martins" - já foi visto por mais de um milhão e meio de pessoas na Europa. Também já foi exibido em algumas oportunidades na TV aberta no Brasil, no caso a TV Cultura.

“Eu estava sem rumo, em 2003, já sabendo que não poderia mais tocar nem com a mão esquerda. Sonhei então, que estava tocando piano, com o Eleazar de Carvalho, que me dizia: - vem para cá, que eu vou te ensinar a reger.” - palavras de João Carlos em uma entrevista.

Em maio de 2004, esteve em Londres regendo a English Chamber Orchestra, uma das maiores orquestras de câmara do mundo, numa gravação dos seis Concertos Branndenburguenses de Johann Sebastian Bach e, já em dezembro, realizou a gravação das Quatro Suites Orquestrais de Bach com a Bachiana Chamber Orchestra. Os dois primeiros CDs já foram lançados (lançamento internacional).

Incapaz de segurar a batuta ou virar as páginas das partituras dos concertos, João Carlos faz um trabalho minucioso de memorizar nota por nota, demonstrando ainda mais seu perfeccionismo e dedicação ao mundo da música.

João Carlos realiza,também, na Faculdade de Música da FAAM, um programa de introdução à música com jovens carentes.

A atuação de resgatar a música para as pessoas que conhecem ou ainda nunca tiveram contato com ela faz parte deste "momento mágico" em que vive o maestro João Carlos Martins. Trabalha diariamente com pessoas de todas as camadas por querer mostrar que realmente "A música venceu!". E consegue.

Confira video contando a vida de João Carlos Martins.




Em fevereiro de 2004 o crítico inglês descreve na International Piano Magazine um episódio pitoresco que aconteceu na vida de João Carlos Martins, quando após um recital no Carnegie Hall, no final dos anos 60, recebeu uma recomendação de Salvador Dalí: "Diga a todos que você é o maior intérprete de Bach, algum dia vão acreditar. Faz muitos anos que digo ser o maior pintor do mundo e já há gente que acredita". O crítico termina dizendo que João Carlos Martins não teve que esperar tanto tempo.

No carnaval 2011, será homenageado pela escola de samba Vai-Vai, com o enredo A música venceu.

Recentemente, a TV Cultura exibiu o Roda Vida ao vivo com o Maestro, o qual entre tantas partes emocionantes, também utilizou um piano digital para algumas demonstrações.

Em 14 de maio de 2010, após último capítulo da novela Viver a Vida na Rede Globo, é apresentado o depoimento emocionante de João Carlos Martins. O depoimento ganhou grande destaque na internet, principalmente no site de relacionamento Twitter. "Viver a Vida teve um 'gran finale'. João Carlos Martins fechou a novela com chave de ouro. Mostrou mesmo o que é superação", diz um dos comentários.

É torcedor fanático da Associação Portuguesa de Desportos, tendo tocado o hino nacional brasileiro no último jogo da temporada de 2007 no estádio Dr. Oswaldo Teixeira Duarte lotado, fato considerado por muitos o momento mais emocionante do Campeonato Brasileiro da Série B de 2007.

Fonte: Wikipédia (texto integral)

sexta-feira, 30 de julho de 2010

OS ANIMAIS NO PLANO ESPIRITUAL

Muito mais do que supomos, os animais são assistidos em seu desencarne por espíritos zoófilos que os recebem no plano espiritual e cuidam deles.

Notícias pela Folha Espírita (dez. 1992) nos dão conta de que Konrad Lorenz - zoólogo e sociólogo austríaco, nascido em 1903 -, o pai da Etologia (ciência do comportamento animal, que enfoca também aspectos do comportamento humano a ele eventualmente vinculados) continua trabalhando, no plano espiritual, recebendo com carinho e atenção, animais desencarnados.

Também temos informações que nos foram transmitidas, pelo espírito Álvaro, de que há vários tipos de atendimento para os animais desencarnados, dependendo da situação, especialmente para os casos de morte brusca ou violenta, possibilitando melhor recuperação de seu perispírito. Existem ainda instalações e construções adequadas para o atendimento das diferentes necessidades, onde os animais são tratados.

Tendo sido perguntado se os animais têm "anjo da guarda", Álvaro respondeu que sim; alguns espíritos cuidam de grupos de animais e, à medida que eles vão evoluindo, o atendimento vai tendendo à individualização.

Concluindo, podemos dizer que para os animais é discutível se existe o estado errante ou de erraticidade. Eu, particularmente, estou propensa a aceitar que esse estado existe, sim, para os animais, se o entendermos como "o estado dos espíritos durante os intervalos das encarnações".

Se esses intervalos são curtos ou longos, não se sabe exatamente. Penso que existem situações das mais variadas possíveis, face à grandeza da biodiversidade animal, devendo, portanto, acontecer tanto reencarnes imediatos, quanto mais ou menos tardios.

Por outro lado, existe ainda, a consideração feita de que o espírito errante pensa e age por sua livre vontade, além de ter consciência de si mesmo, o que não aconteceria em relação aos animais.

Mas, isso não aconteceria até mesmo com espíritos humanos em determinadas e graves condições de alienação mental, como é o caso dos "ovóides", a exemplo do que refere André Luiz, no livro Libertação.

A rigor, nesta abordagem, teríamos que condicionar o conceito de erraticidade, não apenas ao fato do espírito (humano ou animal) estar desencarnado - vivenciando, portanto, o intervalo entre duas encarnações - como também às suas condições mentais do momento.

Quanto ao reencarne dos animais, perguntou-se ao espírito Álvaro se os animais estabelecem laços duradouros entre si." - Sim, existe uma atração entre os animais, tanto naqueles que formam grupos como naqueles que reencarnam domesticados.

Procuramos colocar juntos espíritos que já conviveram, o que facilita o aparecimento e a elaboração de sentimentos".

E qual é a finalidade da reencarnação para os animais? Conforme os espíritos da codificação, a finalidade é sempre a da oportunidade de progresso.

Extraído do livro: A questão espiritual dos animais, do Dr. Marcel Benedeti

Confira vídeo do Programa "Transição” apresentada pela psicóloga Del Mar Franco, exibido pela Rede TV e retransmitido pela TV Mundo Maior, entrevistando o veterinário Dr. Marcel Benedeti sobre a espiritualidade dos animais




MARCEL BENEDETI, faleceu este ano em São Paulo, dia 1º de fevereiro, aos 47 anos, vítima de câncer, médico-veterinário, escritor espírita e defensor dos animais, era vegetariano e dedicou a vida aos animais e a conscientizar as pessoas da necessidade de tratar todas as espécies com respeito e compaixão.

Marcel Benedeti nasceu em Barueri, São Paulo, em 1962, foi morar na capital ainda pequeno e, desde cedo, sentia um forte envolvimento pelos temas espirituais. No entanto, apenas em 1985 conheceu as obras de Allan Kardec e a Doutrina Espírita, graças à sua esposa. A partir de então se dedicou ao estudo e ao trabalho no Espiritismo nas cidades de São Caetano do Sul e Santo André, e também em São Paulo.

Benedeti apresentava um programa na Rádio Boa Nova (“Nossos Irmãos Animais”), único no gênero, que mostrava os animais como seres inteligentes e sensíveis, capazes de compreender as nossas ações sobre eles. Com o programa Marcel Benedeti conseguiu mudar o ponto de vista de milhares de pessoas que se tornaram vegetarianas por simples demonstração de respeito aos animais. Milhares de pessoas que não davam importância aos seus animais passaram a respeitá-los e a tratá-los com a dignidade que merecem, tanto quanto nós.

Ainda na tentativa de ampliar a consciência nas pessoas, criou uma associação, que tem como objetivo educar as pessoas por meio de cursos, que envolvem o aprendizado da ética no trato com os animais. Por intermédio da associação, Marcel Benedeti conseguiu arrecadar rações e medicamentos distribuídos aos animais carentes, contribuindo assim para salvar milhares de vidas animais. Certo de que a educação é o caminho correto para uma vida melhor e mais digna aos animais e pessoas, Marcel Benedeti defendia que ampliando o seu pequeno projeto de educação ética, se ampliariam os horizontes da dignidade humana para com os animais. Seu objetivo era ver os animais sendo tratados com dignidade e respeito, pois acreditava que um crime cometido contra um animal tem a mesma gravidade de um crime cometido contra uma pessoa.

Por seu amor aos animais, ele fazia consultas, cirurgias e até dava medicamentos às pessoas carentes, que mal tinham o que comer em casa, para que seus animais não sofressem ainda mais.

Marcel Benedeti publicou também sete livros. O primeiro a ser editado foi Todos os Animais Merecem o Céu; o segundo: Todos os Animais São Nossos Irmãos; o terceiro: Animais no Mundo Espiritual; o quarto: A Espiritualidade dos Animais; o quinto Histórias Animais que as Pessoas Contam, Errar é Humano – Perdoar é Canino, Os Animais Conforme o Espiritismo e, mais recentemente, Animais: Tudo o que Você Precisa Saber, e o último Os Animais conforme o Espiritismo


Confira um vídeo muito interessante mostrando a inteligência e a amizade do Peixinho Bob



Se você gostou dessa postagem, leia também:

22/06/10 - A questão espiritual dos animais

Fonte: http://www.ippb.org.br/index.php?option=com_content&view=article&id=3892&catid=81

quinta-feira, 29 de julho de 2010

TOURADAS PROIBIDAS NA CATALUNHA

O parlamento da CATALUNHA proibiu ontem (28/07) as corridas de touros naquela região autônoma no nordeste da Espanha a partir de 1º de Janeiro de 2012.

Com 68 votos a favor, 55 contra e nove abstenções, o parlamento catalão aprovou a iniciativa legislativa popular, proposta por 180 000 cidadãos, que pediam a proibição das touradas, considerada uma das marcas culturais de Espanha.

A CATALUNHA (em castelhano Cataluña; em catalão Catalunya) é uma comunidade autonoma da Espanha, situada a nordeste da península Ibérica. Ocupa um território de cerca de 32.000 km², limitada a norte pela França e por Andorra, a este com o Mar Mediterrâneo, a sul com a Comunidade Valenciana e a oeste com Aragão.

A capital da Catalunha é a cidade de Barcelona. A Catalunha é reconhecida como uma nacionalidade no seu Estatuto de Autonomia, enquanto que o artigo segundo da Constituição Espanhola se refere a nacionalidade, reconhecendo e garantindo o direito à autonomia da mesma.

De acordo com dados estatísticos oficiais, a população da Catalunha em final de 2006, era de 7.134.697 habitantes, constituindo 15,8% do total da população da Espanha. Cerca de 18 % da população é constituída por pessoas de fora da Catalunha.

Os principais setores da economia da Catalunha são o turismo, a indústria (de transformação, têxtil, química, de construções navais) e os serviços. Os principais produtos agrícolas são: batata, azeitona, vinhos, cereais e milho.

Confira video da Jovem Pan sobre proibição de touradas na Catalunha



A Catalunha é o primeiro destino turístico da Espanha. Os principais destinos na Catalunha são: BARCELONA (que ganhou grande projeção internacional após sediar os Jogos Olímpicos de 1992), as praias da Costa Brava e Costa Dourada, estações de esqui nos Pirineus e ainda turismo histórico (em Tarragona, com monumentos romanos classificados Património da Humanidade pela Unesco em 2000), turismo cultural (Figueras pelo Teatro-Museu Dalí, Barcelona pelo Museu Pablo Picasso, Fundação Joan Miró e Antoni Tàpies, além do conjunto de obras do arquiteto Antoní Gaudi.

Do ponto de vista financeiro, a Catalunha possui instituições com grande poder, como a La Caixa, ou o Banco Sabadell. Em termos industriais, a Catalunha é a comunidade que tem maior participação no PIB industrial do território espanhol, com 25%.

O governo da Catalunha é conhecido como Generalitat de Catalunya e consiste de um parlamento, um presidente e um conselho executivo.

Catalunha está dividida administrativamente en quatro províncias:

• Província de Barcelona, cuja capital é Barcelona
• Província de Girona, cuja capital é Gerunda (Gerona em espanhol, Girona em catalão)
• Província de Lérida, cuja capital é Lérida (Lleida em catalão)
• Província de Tarragona, cuja capital é Tarragona.

O catalão é uma língua românica falada por mais de nove milhões e meio de pessoas em todo o mundo, como língua materna ou segunda língua. Tem predominância na Catalunha, ilhas baleares, Valência, Andorra, e cidade de Alghero (ilha da Sardenha, Itália). De acordo com o Estatuto de Autonomia, o catalão é a língua própria da Catalunha, e segundo a Lei de Política Linguística, singulariza-a como povo. O castelhano também é língua oficial deste território, assim como oficial em toda a Espanha. O Aranês, variedade da língua occitana é própria e oficial do Vale de Arão (Vall d' Aran). A Generalitat de Catalunya tem vindo a desenvolver legislação que promove e protege o uso social do catalão, de acordo com o defendido pelo Estatuto de autonomia e pela Constituição Espanhola.

Na arquitetura unica de Barcelona, como manifestação artística, destacam-se obras de Antoni Gaudí, entre muitos outros.

Confira video Espanhol com Ação Animal Anti-Touradas (49 segundos)



A TOURADA é um espetáculo tradicional em Portugal, Espanha e França, bem como de alguns países da América Latina: México, Colômbia, Peru, Venezuela e Guatemala. O essencial do espetáculo consiste na lide de touros bravos através de técnicas conhecidas como arte tauromáquica.

A maior praça de touros do mundo é a "Plaza de Toros México" localizada na cidade do México e a maior praça europeia é a "Plaza de Toros de las Ventas", em Madri. Numa tourada, todos os touros têm pelo menos quatro anos de idade. Quando os touros lidados ainda não fizeram os 4 anos diz-se que é uma novilhada.

Grupos de defesa dos direitos animais criticam a prática da tourada, pois consideram-na um ato de crueldade sem justificação que não se insere dentro das tradições humanistas.

Finalmente a Catalunha provando estar a frente de tudo na Espanha, aprovou essa lei humanista tão importante, que esperamos sirva de exemplo e estimulo para os outros países que continuam com essa prática horrível de tanto sofrimento para esses pobres animais.

Fonte: Wikipédia

quarta-feira, 28 de julho de 2010

PROSTITUIÇÃO MASCULINA

O Profissão Repórter da Globo, nesta terça-feira 27, abordou o universo da prostituição masculina. Com uma edição ágil e sob o comando do jornalista Caco Barcellos, os jovens repórteres fizeram um panorama de algumas subdivisões do sexo pago.

A PROSTITUIÇÃO MASCULINA é cada vez mais recorrente em diversas regiões do mundo, tanto em países desenvolvidos como a Espanha, onde por vezes os prostitutos, comumente chamados de gigolôs, frequentemente vêm de países sub-desenvolvidos ou em desenvolvimento, como o Brasil, até países africanos, onde mulheres européias praticantes de turismo sexual se tornam suas principais clientes, interessadas principalmente no “dote” exagerado dos africanos.


Confira vídeo TV Globo – Profissão Repórter – Prostituição Masculina Parte 1/3




PROSTITUIÇÃO MASCULINA NO BRASIL

Em toda grande cidade brasileira se pode ver rapazes expondo seus corpos em vias movimentadas a noite, juntamente com travestis e prostitutas mulheres. Geralmente cada tipo ocupa um espaço diferente.

Alguns colocam anuncios em jornais e revistas oferecendo os seus serviços para homens e mulheres, enquanto outros trabalham apenas em saunas gays como boys.

Com muita frequência há casos de vitimas mortas por garotos de programas, bem como, denuncias de roubos através do golpe “Boa noite Cinderela”, quando o cliente é dopado através de fortes soniferos e então é levado para saques em caixas eletrônicos e depois abandonado inconsciente em algum motel, no próprio endereço ou em seu carro.

Algumas vitimas assumem o prejuizo e não denunciam o ocorrido à policia com medo do escândalo envolvendo os seus nomes, pois muitas vezes praticam tais atos escondido da familia e amigos.

Confira vídeo TV Globo – Profissão Repórter – Prostituição Masculina Parte 2/3





PROSTITUIÇÃO DE BRASILEIROS NA ESPANHA

Um estudo realizado na Espanha mostrou que quase 70% dos homens que se prostituem no país são brasileiros.

Sete mil homens foram ouvidos na pesquisa Trabalhadores masculinos do sexo, conduzida pelo Ministério da Saúde espanhol em parceria com o governo regional de Madri e a ONG Triângulo.

Segundo o estudo, a chegada em massa de brasileiros à Espanha a partir de 2005 disparou os índices de prostituição no país.

Até 2005, os brasileiros representavam 36% do total do mercado. Em 2006, chegaram a 55% e em 2007 subiram para 68,8%. Os espanhóis eram apenas 12% até o fim de 2007.
Vontade própria

O trabalho indica que o perfil dos brasileiros que se prostituem na Espanha é de jovens entre 17 e 28 anos, homossexuais (75%), com baixo índice de escolaridade, situação ilegais e inexperientes, o que sugere que não tinham a mesma atividade no Brasil.

A grande maioria decide permanecer nesse setor por dinheiro. Ao contrário das mulheres, que muitas vezes chegam enganadas e pressionadas por máfias, os homens sabem onde estão e exercem por vontade própria.

O levantamento define a prostituição masculina como "invisível" porque usa métodos mais discretos se comparados com os das mulheres.

Somente 1% coloca anúncios nos jornais e 9% estão nas ruas. A maioria (61,4%) atua em saunas gays, e o restante busca clientes de outras formas, como por meio da internet e trabalhando em prostíbulos.

Confira vídeo TV Globo – Profissão Repórter – Prostituição Masculina Parte 3/3





AIDS

O estudo alerta também para o alto risco de contágio do vírus do HIV, que é 25 vezes maior entre os homens.

Dos entrevistados, 19,8% mostraram ser soropositivos no primeiro teste de HIV. Entre os que fizeram o exame e ele deu negativo, 6% foram infectados dias depois, o que ficou comprovado no segundo teste.

Uma das partes da pesquisa aborda o uso da camisinha: 97% dos entrevistados responderam que usam preservativos, mas não foram convincentes quando indagados sobre seu uso em todas as relações.

HISTÓRIA

A história da prostituição masculina remonta aos primórdios da prostituição. Mesmo a Grécia Antiga possuia também uma grande quantidade de prostitutos. Uma parte deles trabalhava para uma clientela feminina, encontrando-se atestada a existência de gigolos desde a Época Clássica. Na comédia Pluto, Aristófanes coloca em cena uma mulher de idade avançada que gastou todo o seu dinheiro num amante que agora a rejeita. Contudo, a maioria dos prostitutos trabalhava para uma clientela masculina.

PROSTITUIÇÃO E PEDERASTIA

Ao contrário da prostituição feminina, que envolvia mulheres de todas as idades, a prostituição masculina encontra-se praticamente confinada ao grupo dos adolescentes.

O período durante o qual os adolescentes eram considerados desejáveis estendia-se entre a puberdade e o aparecimento da barba, constituindo a ausência de pêlos um elemento de erotismo entre os gregos. São mesmo conhecidos casos de homens que tinham como amantes homens mais jovens que se mantinham depilados.

Da mesma maneira que acontecia com a versão feminina, a prostituição masculina não era para os gregos objeto de escândalo. Os bordéis de rapazes existiam não apenas nas zonas do Piréu, Keramaikos, no monte Licabeto, mas um pouco por toda a Atenas. Um dos mais célebres destes jovens prostitutos é sem dúvida Fédon de Élis. Feito escravo durante a tomada da sua cidade, o jovem trabalhou num bordel até que Sócrates o conheceu, tendo o filósofo comprado a sua liberdade. O jovem tornou-se seu discípulo, tendo o seu nome sido atribuído a dos diálogos de Platão, o Fédon que narra os instantes finais da vida de Sócrates. Os prostitutos masculinos encontravam-se também sujeitos ao pagamento de uma taxa.

PROSTITUIÇÃO E CIDADANIA

A existência de uma prostituição masculina em larga escala revela que os gostos pederásticos não estavam restritos a determinada classe social. Os cidadãos que não tinham tempo ou disponibilidade para seguir os rituais da pederastia (observar os jovens no ginásio, fazer a corte, oferecer presentes), poderiam recorrer aos prostitutos, que à semelhança das prostitutas encontravam-se protegidos pela lei contra as agressões físicas. Outra razão que explica o recurso à prostituição relaciona-se com os tabus sexuais: os gregos consideravam a prática do sexo oral como um ato degradante. Assim, numa relação pederástica o erastés (amante mais velho) não poderia pedir ao erómenos que praticasse este ato, reservado aos prostitutos.

Apesar do exercício da prostituição ser legal, era mesmo assim uma prática vergonhosa, encontrando-se associado aos escravos ou aos estrangeiros. Em Atenas tinha para um cidadão consequências políticas, nomeadamente a perda dos direitos cívicos (atimía). Na obra Contra Timarco, Ésquines defende-se dos ataques de Timarco com a acusação deste ter praticado a prostituição durante a juventude, devendo por isso ser excluído dos seus direitos políticos, como o de apresentar queixa contra alguém.

PREÇOS

Tal como no caso das mulheres, os preços cobrados pelos serviços variam consideravelmente. Ateneu refere-se a um rapaz que oferecia os seus serviços por um óbulo, mas o valor é considerado demasiado baixo. Estratão de Sardes, autor de epigramas, refere uma transação por cinco dracmas. Uma carta do Pseudo-Ésquines estima em 3000 dracmas o dinheiro ganho por um tal Melanopo, provavelmente durante toda a sua carreira.

ROMA ANTIGA

Passando-se para o caso da Roma Antiga, a moralidade romana já tinha mudado no século IV, quando Amiano Marcelino critica amargamente os costumes sexuais dos taifali, uma tribo bárbara que habitava entre os Cárpatos e o Mar Negro, de que fazia parte a pederastia ao estilo grego. Em 342 DC os imperadores Constantino II e Constâncio II introduziram legislação que castigava a homossexualidade passiva, possivelmente com a castração. Estas leis que foram ampliadas em 390 DC por Teodósio I, o Grande, condenando à fogueira todos os homossexuais passivos que se prostituiam em bordéis. Em 438 DC, a lei passou a abranger todos os homossexuais passivos, e em 533 DC Justiniano I passou a castigar todos os atos homossexuais com a castração e a fogueira

Se você gostou dessa postagem, leia também:

18/06/10 - Prostituição, a profissão mais antiga e rentável do mundo
18/09/10 - O Brasil é o maior exportador de prostitutas para a Europa


Fonte: WIKIPÉDIA
livro: O Negócio do Michê (A Prostituição Viril), de Néstor Perlongher, Editora Brasiliense

terça-feira, 20 de julho de 2010

UM ANO DA LEI ANTIFUMO

Precisamos fazer uma grande festa para comemorar o aniversário de primeiro ano da LEI ANTIFUMO DO ESTADO DE SÃO PAULO (Lei nº 13.541/09 elaborada através do Projeto de Lei nº 577/08), que entrou em vigor no dia 7 de agosto de 2009, proíbindo o uso de cigarros e demais produtos fumígenos nos ambientes fechados de uso coletivo em todo o Estado de São Paulo. A nova lei alinhou São Paulo com a tendência internacional de combate aos males causados pelo tabagismo, principalmente em relação ao fumo passivo. Cidades como Nova Iorque, Paris e Buenos Aires já adotavam com sucesso medidas similares.

São Paulo foi a pioneira no país, porém, atualmente, Belo Horizonte, Curitiba e Vitória estão implantando semelhante medida de combate ao fumo e tabagismo.

A fiscalização em São Paulo é realizada por agentes da Vigilância Sanitária e do Procon, atingindo exclusivamente os estabelecimentos que descumprirem a nova lei. Não há sanção contra os fumantes. Já os estabelecimentos podem ser multados e até interditados temporariamente. Os responsáveis por esses locais devem advertir os fumantes e afixar avisos sobre a proibição em pontos visíveis.

De acordo com a Secretária Estadual da Saúde do Estado de São Paulo, desde 7 de agosto de 2009, quando a lei entrou em vigor, cerca de 219 mil ações de fiscalização foram feitas pela Vigilância Sanitária e Procon e 761 multas foram aplicadas.

De acordo com a lei, ficou proibido fumar:

• No interior de bares, boates, restaurantes, hotéis, escolas, museus, áreas comuns de condomínios e hotéis, casas de shows, açougues, padarias, farmácias e drogarias, supermercados, shoppings, repartições públicas, hospitais e táxis.

O fumo continua permitido em:

• Casa, áreas ao ar livre, estádios de futebol, vias públicas, nas tabacarias e em cultos religiosos, caso isso faça parte do ritual.
• Quartos de hotéis e pousadas, desde que ocupados por hóspedes, estão liberados.

Um estudo realizado pelo Incor do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo aponta que houve redução de 73% nos níveis de monóxido de carbono de casas noturnas de São Paulo, após seis meses da aplicação da lei


Confira video do Jornal da Gazeta sobre a Lei antifumo



O TABAGISMO é o ato de se consumir cigarros ou outros produtos que contenham tabaco, cuja droga ou princípio ativo é a nicotina. A Organização Mundial da Saúde (OMS) afirma que o tabagismo deve ser considerado uma pandemia, ou seja, uma epidemia generalizada, e como tal precisa ser combatido.

No Brasil, estima-se que cerca de 200 mil mortes por ano são decorrentes do tabagismo. A proporção de fumantes no país é de 23,9% da população. Segundo dados da PNAD, em 2008, o Brasil tinha 24,6 milhões de fumantes habituais com idade a partir de 15 anos ou 17,2% da população de pessoas dessa faixa etária, sendo 15,1% fumantes diários.

Cerca de 90% dos fumantes tornam-se dependentes da nicotina entre os 5 e os 19 anos de idade. Há 2,8 milhões de fumantes nessa faixa etária, mas a maior concentração de fumantes está na faixa etária de 20 a 49 anos.

A região Sul do país é a que apresenta maior proporção de dependentes - 45% dos fumantes. Em 2008, a região Sul, com 19,3%, tinha o maior porcentual de fumantes correntes.

No Nordeste, os fumantes dependentes são 31%. Os moradores da zona rural também fumam mais que os das zonas urbanas.

O fumo é responsável por 95% dos casos de câncer de boca; 90% das inflamações de mama; 80% da incidência de câncer no pulmão; por 97% dos casos de câncer da laringe; 50% dos casos de câncer de pele; 45% das mortes por doença coronariana (infarto do miocárdio) e também 25% das mortes por doença vascular-cerebral (derrames cerebrais).

Segundo uma pesquisa realizada em 20 países, o brasileiro, com 91%, é o que mais se arrepende de ter começado a fumar. Entre os fumantes brasileiros do estudo internacional, 63% apóiam campanhas e leis contra o fumo e 82% relatam que o fumo já lhes causou algum problema de saúde.

O Brasil é o maior exportador e quarto maior produtor mundial de tabaco - depois da China, EUA e Índia.

Fonte: Wikipédia

sábado, 17 de julho de 2010

MUDANÇAS CLIMÁTICAS, UMA NOVA REALIDADE (PARTE I)

O que está acontecendo no Brasil e no mundo a cada ano que passa? Por que o nosso país enfrenta um frio tão rigoroso, que há décadas não acontecia ? Por que a Europa enfrenta um verão tão rigoroso, lembrando o do nosso Brasil ?

Enquanto no Sul do Brasil as temperaturas ficam abaixo de zero, na Russia, na Itália, na Suiça e muitos outros paises da Europa, enfrentam um calor tropical de quase 40 graus. Morrem brasileiros e seus animais de frio e europeus de calor, por não estarem acostumados a essas temperaturas.

Por que as chuvas tem vindo com tanta intensidade, causando enchentes horríveis em todo canto do país ? Ciclones e terremotos no mundo todo ?

Por que áreas que nunca sofreram com secas, hoje lembram as ocorridas no nordeste brasileiro no passado ?

Desde a criação, a Terra sempre esteve em constantes mudanças de temperatura, em ciclos de milhares de anos de aquecimento e glaciação causados por fenômenos naturais. A partir da Revolução Industrial, o planeta passou a enfrentar uma nova realidade: a mudança de temperatura causada pelo homem através da poluição. Este problema começou a ser sentido nos microclimas, com o aumento da temperatura nos grandes centros urbanos e mais recentemente no macroclima, com o aumento do nível do mar, uma ameaça em escala global que pode causar escassez de alimentos e graves problemas sociais.

Para especialistas, essas ocorrências têm relação com a mudança de clima que vem ocorrendo em todo o mundo, sendo que as causas têm um componente natural, além da influência do homem. De acordo com dados divulgados no Relatório de Avaliação do Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas (IPCC), órgão ligado às Organizações das Nações Unidas, a temperatura média hoje da Terra é de 14° C, sendo que nos próximos 100 anos poderá aumentar entre 1,4° C e 5,8° C. Isso significa a elevação da temperatura para algo entre 15,4° C e 19,8° C.


Confira vídeo da TV Globo sobre Mudanças Climáticas a nova realidade




De acordo com o técnico em mudanças climáticas do Ministério do Meio Ambiente, Adriano Santhiago, o efeito estufa é um fenômeno natural, mas há atividades que têm contribuído de maneira significativa para o aumento dos efeitos na Terra. “A emissão de gás carbônico proveniente do setor energético tem contribuído com 75% das emissões de gases efeito estufa no mundo”, alertou. Os outros 25% da emissão de gás carbônico são provenientes do setor de transporte, do uso da terra e floresta, com destaque para a agricultura e o desmatamento.

Santhiago explicou que embora o fenômeno seja global, as conseqüências são locais, como a perda de produtividade agrícola em algumas regiões e alterações na precipitação de chuvas, como está ocorrendo, por exemplo, no Distrito Federal. Mas nem sempre a mudança climática é criticada. Recentemente a Rússia declarou que o País terá benefícios no momento em que as temperaturas aumentarem, o que poderá ajudar na produção agrícola. Para Adriano Santhiago, isso realmente pode acontecer, mas “os efeitos negativos ainda se sobrepõem”, afirmou.

Outro fenômeno que poderá provocar desastres é a elevação dos níveis do mar e dos rios. O Relatório do IPCC aponta uma elevação entre 9 centímetros e 88 centímetros no nível dos mares. Um dos primeiros impactos prováveis poderá acontecer ainda nesse século com o desaparecimento de Tuvalu, um país que fica numa ilha no Oceano Pacífico, onde moram 11 mil habitantes. A elevação dos mares preocupa também países mais desenvolvidos como a Holanda, na Europa.

Confira vídeo do Jornal da Band sobre natureza em fúria




Para Santhiago, além da influência do micro clima, e do componente natural não há como descartar a ação do homem no fenômeno de aquecimento do globo, como assim desejam apontar alguns países. “Há indícios fortíssimos para se afirmar que as mudanças climáticas têm intervenção do homem”.

E enquanto isso, os governos do mundo todo, inclusive do Brasil, vão empurrando com a barriga as alternativas possíveis de se fazer alguma coisa para atenuar todas essas catástrofes e principalmente com as medidas necessárias, que não fazem alegando que no momento poderiam prejudicar a economia dos países. Mas o que fazer com todas as populações que sofrem, morrem e perde tudo o que possuem com essas calamidades naturais, causadas pela mudança climática?


É possível deter as mudanças climáticas. Entretanto, é urgente que a sociedade, governos e empresas tomem atitudes nos próximos 5 anos. Após esse período, talvez seja tarde demais para iniciar o processo de transição sustentável capaz de impedir um aquecimento global maior que 2ºC.

Se você gostou dessa postagem, leia também:

21/08/10 - Mudanças Climáticas, uma nova realidade (parte 2)
13/08/10 - Malditas queimadas no Brasil
04/08/10 - Lixo nas praias e no mar
09/08/10 - A desertificação no Brasil e no mundo



Saiba mais:

http://www.mudancasclimaticas.andi.org.br/

Wikipédia

sexta-feira, 16 de julho de 2010

COSTA DA MATA ATLÂNTICA - UM PARAISO TROPICAL


Criada pelo Santos e Região Convention & Visitors Bureau, a marca “COSTA DA MATA ATLÂNTICA” chega para representar toda a Região Metropolitana da Baixada Santista: Bertioga, Cubatão, Guarujá, Itanhaém, Mongaguá, Peruíbe, Praia Grande, Santos e São Vicente.

A criação da Região Metropolitana da Baixada Santista, em 1994, foi um fator decisivo para a união das nove cidades que a compõem. Com perfis semelhantes e uma malha viária totalmente interligada, esses municípios mantêm em comum a perspectiva de crescimento e de melhoria de vida dos seus habitantes.

SANTOS e Região integram História, Turismo, Negócios, Cultura, Esporte, como poucos lugares no Brasil. Atraem todo ano mais de 2,6 milhões de turistas. Com uma população jovem e consumidora, Santos e Região possuem uma das maiores rendas per capita do país: R$ 5,1 mil*. Historicamente, a região também teve papel fundamental na formação cultural e econômica do Brasil. Com o trabalho do Santos e Região Convention & Visitors Bureau, a região vem ampliando o seu leque de oferta turística, o que poderá fazê-la atrair cada vez mais investimentos.

Agregando as belezas da Mata Atlântica e das praias aos outros diferenciais da região, como o Turismo de Negócios, o Turismo Histórico, o Turismo Esportivo e o Turismo Ecológico, a Costa da Mata Atlântica amplia a oferta de produtos turísticos temáticos e fortalece o turismo de lazer e de negócios. São nove cidades oferecendo nove vezes mais atrativos para o seu lazer ou para o sucesso de seu evento.

Confira vídeo do Santos Bureau sobre “A Costa da Mata Atlântica”




SANTOS (A principal cidade e centro metropolitano da Costa da Mata Atlântica)

SANTOS é a Terra da Liberdade: cidade onde nasceu José Bonifácio, Patriarca da Independência. A História está em seu rico Centro Histórico, com Igrejas, Museus e Prédios da época Colonial e do Ciclo do Café. Os Negócios estão no maior Porto da América Latina, na Indústria e no forte Comércio, que possui um dos maiores shoppings do país.

Além das 5 Universidades, que oferecem mão-de-obra qualificada todos os anos. Os 7km de lindas praias são considerados pelo Guiness Book como o maior jardim de orla de praia contínuo do mundo (5,3 km de extensão) e uma ciclovia que vai da praia José Menino ao Aquário, na Ponta da Praia. Berço da Independência e Índice de Qualidade de Vida já reconhecido pela ONU.

Os canais que seguem em direção à orla funcionam como ponto de referência. Além das praias: o Museu de Pesca exibe miniaturas de barcos, peixes empalhados e o esqueleto de uma baleia com 23 m. Instalada num casarão de estilo neoclássico, a Fundação Pinacoteca Benedito Calixto mantém uma exposição com obras do pintor, além de mostras temporárias e biblioteca com livros de arte. Outras atrações interessantes são o Aquário Municipal e o Museu do Mar.

Nos esportes, Santos é conhecida como a Capital Brasileira do Triathlon e imortalizada com o time do Atleta do Século, Pelé. Em homenagem ao futebol mais famoso do mundo, o Santos Futebol Clube, há mais de um ano e meio, dispõe de um espaço para receber visitantes e turistas. O museu do Santos, intitulado Memorial das Conquistas Milton Teixeira, é uma das principais atrações do Estádio Urbano Caldeira (Vila Belmiro) e hoje já é considerado o segundo equipamento turístico mais visitado da região. O Mendes Convention Center marca o pioneirismo no Turismo de Negócios da Baixada Santista, que vem reforçar a vocação turística e de negócios, colocando a região no circuito nacional dos grandes eventos.

A cidade conta com quatro das melhores salas de teatros do estado de São Paulo (Municipal, SESC, Coliseu e Guarany), assim, no teatro, cinema e televisão é o celeiro para o Brasil de alguns dos nossos maiores astros, tais como: Alexandre Borges, Analu Prestes,Bete Mendes, Claudio Mamberti , Graziela Moretto, Jardel Mello, Juliana Silveira, Lolita Rodrigues, Ney Latorraca, Nuno Leal Maia, Oscar Magrini, Paulo Vilhena, Plínio Marcos, Sergio Mamberti, Vera Zimmermann, Silvia Salgado, Alcione Mazzeo, Eliana Rocha, Jandira Martini, Neide Veneziano, Serafim Gonzalez, Carlos Alberto Sofredini, Rubens Ewald Filho e Charles Möeller, entre muitos outros.

SANTOS funciona também como cenário de diversas produções do cinema e da televisão, mas com a restauração do TEATRO GUARANY e a sua entrega a população (foto ao lado), funcionando no local a Escola de Artes Cênicas da Secult (Secretaria de Cultura), espera-se a formação de centenas de novos atores e técnicos nessa área, reforçando ainda mais a presença santista no cinema, teatro e televisão do Brasil.

Confira vídeo sobre o Maior Porto da América Latina: Santos





SÃO VICENTE

Fundada em 1532, foi a primeira cidade do país. São Vicente é a Cellula Mater do Brasil, conhecida como Berço da Democracia Americana, por ter constituído a Primeira Câmara Municipal das Américas. Suas Belezas Naturais e sua atual vocação turística fazem da cidade o destino de milhares de turistas e empresários. Hoje, o balneário está urbanizado e tem boa estrutura de serviços.

A vida noturna concentra-se nos bares e clubes da Ilha Porchat e da Praia de Itararé. Com fácil acesso e estando a pouco mais de uma hora do centro de S.Paulo, o Complexo de Eventos e Convenções da Costa da Mata Atlântica, em São Vicente, vem completar um trabalho integrado no desenvolvimento do turismo e impulsionar a economia da região.

Com 4.400 m de praias, São Vicente é a cidade dos esportes náuticos: surfe, windsurfe, iatismo, jet sky, caiaque e até pesca submarina. Possui atrativos únicos em toda a região, como a Plataforma de Pesca, o Jockey Club, o Golfe Club e o Horto Municipal. Um passeio imperdível é a Ponte Pênsil: primeira ponte do gênero do Brasil, é hoje patrimônio histórico tombado pelo Condephaat. Outro é o Parque Cultural da Vila de São Vicente, onde se pode viajar no tempo e ir até a época da fundação da cidade


GUARUJÁ


Localizado na Ilha de Santo Amaro, é um balneário badalado que fica cheio no verão. Conhecida como a Pérola do Atlântico, Guarujá é considerado um dos balneários mais charmosos do Litoral Paulista. Hoje com mais de 260 mil habitantes, Guarujá tem no turismo a base da sua economia, sendo que a população chega a quadruplicar na Temporada de Verão. A Indústria, o Comércio e a Pesca também são importantes fontes de renda, além de uma moderna área portuária, localizada no Distrito de Vicente de Carvalho.

Com uma conceituada estrutura hoteleira, Guarujá tem todas as condições para receber o turista e ainda disponibilizar de ótimos espaços para eventos, fortalecendo o turismo de negócios na região. Cerca dos 50 km de praias estão entre as mais lindas do país, algumas do mundo. Grandes, pequenas, selvagens, urbanas, são praias para todos os gostos, com algo em comum: a água limpa e cristalina. As principais praias do Centro têm calçadões, avenidas arborizadas e boa infra-estrutura de lazer. Balsas ininterruptas fazem a travessia do estuário que o separa de Santos.

Possui 29 marinas e diversos roteiros históricos com opções de passeios em fortalezas e fortes do século XVI. Além das praias: no Acqua Mundo, o maior aquário de água salgada da América do Sul, há mais de 700 espécies de animais aquáticos, entre peixes de água doce e salgada, tubarões, pingüins e aves marinhas. Há, também, um museu tecnológico interativo, o Heureka, localizados na orla.

Inaugurado durante a 2ª Guerra Mundial, o Forte dos Andradas foi desativado anos depois. Visitas monitoradas mostram o túnel com 450 m de extensão e elevadores usados para o transporte de munição até os canhões no alto do morro. Dali, é possível avistar a Ilha da Moela e as praias da cidade.

BERTIOGA

Por muitos anos, Bertioga foi uma pequena vila de pescadores. Possui em seu território uma aldeia indígena, a Aldeia do Rio Silveira, que fica no bairro de Boracéia. Lá vivem cerca de 300 índios guaranis, que fazem da pesca, agricultura e da venda de artesanatos seus meios de subsistência.

Na cidade, pode-se conhecer também uma vila construída em 1910, toda em estilo inglês, e que até hoje mantém suas características originais. Trata-se da Vila de Itatinga, local que abriga os trabalhadores da Usina Hidrelétrica de Itatinga, responsável pelo abastecimento do Porto de Santos.

Sua riqueza está contida em seus 482 km² (sendo 85% desta área de preservação ambiental permanente), com uma localização privilegiada pela natureza, estando entre o Oceano Atlântico e a Serra do Mar. Seus 33 km de praias limpas e de belezas diversificadas, com regiões de mata primitiva e manguezais que completam esse cenário exuberante. Todo esse tesouro natural tem transformado Bertioga em uma cidade ecoturística. Além das praias, a cidade conta com 13 trilhas catalogadas e o contato com a biodiversidade da fauna e flora da Mata Atlântica.


PRAIA GRANDE (LONG BEACH)

Bastante popular entre os anos 60 e 80, Praia Grande teve que vencer um período de dificuldade com a saturação de um turismo indisciplinado. Hoje é uma das cidades mais procuradas do Litoral Paulista por turistas de todo o Brasil, a cidade de quase 200 milhões de habitantes chega a receber 1 milhão de visitantes no verão. Situada no Litoral Sul, Praia Grande possui a maior e mais singular enseada brasileira e as praias mais freqüentadas. A longa faixa de areia estende-se em linha reta por quilômetros em direção ao litoral sul e parte da orla marítima recebeu tratamento paisagístico, com a construção de jardins e ciclovias.

Uma excelente opção de turismo ecológico é o passeio pela Fortaleza do Itaipu. Outras alternativas para o visitante são as caminhadas em trilhas nas imediações do Forte Rego Barros, o último quartel não artilhado construído no Brasil. Entre o majestoso Morro de Itaipu e a Praia de Solemar, os atrativos naturais e equipamentos turísticos complementam as opções de passeios.


MONGAGUÁ

Mongaguá é uma estância balneária, localizada no Litoral Sul, a 87 km de São Paulo e 35 km de Santos. Possui 13 km de praias contínuas em mar aberto, propícias para banhos e prática de esportes náuticos. A orla é urbanizada e há centenas de quiosques à beira-mar e várias casas de veraneio.

O roteiro turístico inclui boas opções para passeios e pescaria, considerando os principais parques ecológicos, como o Poço das Antas e o Parque Ecológico A Tribuna.

Existem duas aldeias indígenas em Mongaguá: Itaóca e Aguapeú, localizadas em reserva ambiental da Mata Atlântica, além de dois pontos que se destacam: uma das maiores plataformas de pesca marítima do mundo, que adentra 400 m ao mar, formando um “T”, aberta 24h, na Praia Agenor de Campos e a arquibancada do pescador amador na foz do Rio Mongaguá.


ITANHAÉM

Consagrada pela beleza de suas riquezas naturais, Itanhaém vem se destacando, ao longo de seus 470 anos, pela grande diversidade de atrativos turísticos. Começando pelo centro histórico, que proporciona ao turista uma viagem de volta ao tempo, desde 1532, com a formação da Vila de Itanhaém. Como a maioria das cidades da Costa da Mata Atlântica, Itanhaém possui vários patrimônios históricos tombados.
Orla urbanizada e vários balneários. No mar, encontra-se um dos melhores pontos de mergulhos e pesca do País, localizado nas ilhas Queimada Grande e Queimada Pequena e Laje da Conceição. Dentre as mais variadas belezas naturais, os 26 km de praias, proporcionam passeios através de suas trilhas ecológicas, fazendas, morros e ilhas. No Passeio de Barco pelos rios Itanhaém, Preto e Branco, pode-se observar a Mata Atlântica.


PERUÍBE

Peruíbe é conhecida por ser o Portal da Juréia, devido a sua localização e acesso à área aberta à visitação de um dos principais atrativos da cidade. A Estação Ecológica Juréia Itatins que fica entre Peruíbe e Iguape, considerada pela UNESCO como Patrimônio Natural da Humanidade, possui uma área de 82.000 hectares, vegetação de Mata Atlântica preservada e ainda abrigam cerca de 400 espécies de animais silvestres, entre elas animais ameaçados de extinção, como antas, jaguatiricas e onças-pintadas. O turismo é proibido, a não ser em alguns pontos próximos dos limites da estação: a Cachoeira do Paraíso e as praias Desertinha, Caramborê, Barra do Una e Juréia. Pesquisas ecológicas e projetos de educação ambiental dependem de autorização da Secretaria do Meio Ambiente. Informações: (13) 3457-9243.

As Ruínas do Abarebebê são o principal ponto turístico histórico cultural do município, por ter sido uma das primeiras igrejas construídas no Brasil e tombada pelo CONDEPHAAT. Conta ainda com uma rede de hospedagem completa, com hotéis, pousadas, chalés, colônias de férias e campings que passam por uma pesquisa de qualidade anualmente e é oferecido o Selo de Qualidade Comtur àqueles que forem aprovados. Tem, também, vida noturna movimentada e boa estrutura de serviços. Ao sul, depois do Morro do Guaraú, há enseadas e baías de águas claras. Mais tranqüilas, são cercadas por Mata Atlântica. Além disso, a cidade conta com a jazida da Lama Negra, conhecida internacionalmente por suas propriedades estéticas e terapêuticas.

Confira vídeo do Santos Bureau sobre “Nove cidades e um destino: Costa da Mata Atlântica




CUBATÃO

Durante mais de três décadas, Cubatão existiu apenas como um pólo industrial. Atualmente, a cidade conta com 23 indústrias de grande porte localizadas basicamente na região de Piaçaguera. Cubatão, cidade-símbolo da preservação ambiental, é o endereço do Centro de Turismo da Costa da Mata Atlântica. A sede é o Parque Estadual da Serra do Mar.

São inúmeras trilhas e parques ecológicos. O ecoturismo, modalidade que mais tem crescido no país nos últimos anos, encontra como fonte, em Cubatão, as belezas naturais da Serra do Mar, com suas cachoeiras e reservas de Mata Atlântica, abrigando uma grande variedade de espécimes da fauna e flora tropicais.

O turismo histórico tem como principais atrações os monumentos alusivos à Independência, construídos ao longo do Caminho do Mar, funcionando como lembranças permanentes do Grito do Ipiranga, e as ruínas da Estrada de Lorena, do século XVIII, primeiro caminho pavimentado entre o Planalto e o Litoral brasileiro.

Se você gostou dessa postagem, leia também:

02/06/10 - Pré Sal e os novos tempos em SANTOS
30/09/10 - SANTOS, a mais bela cidade do estado de São Paulo

quinta-feira, 15 de julho de 2010

A AIDS E AS NOVAS PERSPECTIVAS MUNDIAIS

Estudo divulgado pela Unaids, agência da ONU que trata da epidemia, aponta que 30 anos depois da descoberta da epidemia pelo menos 60 milhões de pessoas foram infectadas e mais de 25 milhões morreram devido às chamadas doenças oportunistas, que emergem após o contágio.

Além disso, das 33,4 milhões de pessoas que vivem na atualidade com HIV, a metade são mulheres.

Entre os dados favoráveis, o relatório da Unaids relata que a pandemia estabilizou-se na maior parte das regiões, embora seus índices sigam aumentando no leste da Europa e no centro da Ásia devido as elevadas porcentagens de novas infecções.

A África Subsaariana continua sendo a região mais afetada do planeta já que em 2008 foram registradas na região 71% das novas infecções mundiais.

Além disso, o acesso das mulheres aos preservativos femininos aumentou de forma extraordinária, com um número recorde de 50 milhões em 2009.

Confira vídeo de SALA DE NOTÍCIAS sobre AIDS no Brasil (Parte ½)



A proposta da Unaids é que os países apostem forte em um novo modelo de luta, como pode ser o tratamento 2.0 que a organização promove: "uma nova resposta para frear a pandemia".

Ao menos dez milhões de mortes causadas pelo vírus do HIV e um milhão de novas infecções poderiam ser evitadas em 2025 caso seja aplicado o novo tratamento proposto pela Unaids (Agência das Nações Unidas na Luta Contra a Aids).

"Trata-se de simplificar a maneira na qual atualmente os tratamentos contra o HIV são fornecidos e aumentar o acesso a estes remédios", disse Michel Sidibé, diretor-executivo da Unaids, durante a apresentação em Genebra do relatório 2010, preâmbulo da Conferência de Viena sobre aids da próxima semana.

O 2.0 é um tratamento que engloba iniciativas para a prevenção do HIV, novas práticas para sua detecção e fórmulas inovadoras para criar remédios mais eficientes, embora nenhuma delas tenha sido aplicada ainda.

Sidibé explicou que o 2.0 "reduziria os custos dos tratamentos e o nível tóxico dos antirretrovirais", combinação que "facilitaria o acesso aos remédios drasticamente", com uma previsão de redução de dez milhões de mortes e um milhão de infecções em 2025.

Hoje, só cinco milhões dos mais de 15 milhões de infectados pelo HIV no mundo têm acesso a tratamentos, por isso que a Unaids propõe que os países doadores unam seus esforços para iniciar o 2.0 e criar "pílulas mais singelas e menos tóxicas", "melhorar a prevenção" e aumentar "o número de testes de detecção gratuitos".

Confira vídeo de SALA DE NOTÍCIAS sobre AIDS no Brasil (Parte 2/2)



VACINA CONTRA A AIDS

Depois de décadas de esforços para criar uma vacina contra a Aids, as autoridades de saúde americanas começam a ver "avanços significativos" neste sentido, declarou o diretor do Instituto de Doenças Infecciosas, Anthony Fauci.

"Até poucos anos atrás, apesar de termos buscado uma vacina por duas décadas sem êxito, não tínhamos nem a mínima idéia se estávamos na direção certa", disse Fauci.

Mas dois avanços científicos de grande importância ocorridos nos últimos anos geraram "um avanço significativo no desenvolvimento da vacina", considerou o diretor do Instituto Nacional para Alergias e Doenças Infecciosas dos Estados Unidos (NIAID).

O primeiro desses avanços significativos foi o teste clínico realizado no ano passado na Tailândia com um grupo de 16.000 pessoas.

"Os resultados mostraram um pequeno e modesto efeito positivo, que não foi bom o suficiente para distribuir uma vacina, mas bom o suficiente para considerá-lo um avanço conceitual que pelo menos nos fez pensar que a vacina é possível", explicou Fauci.

O segundo avanço foi registrado há algumas semanas atrás quando cientistas do NIAID publicaram um artigo na revista Science sobre pesquisas que contribuíram para identificar anticorpos em um indivíduo infectado pelo vírus da Aids que foram utilizados para bloquear a doença.

Confira vídeo da TV Globo sobre os estudos da nova vacina



"Isto mostra que é possível identificar uma parte do vírus que pode ser utilizada como vacina, porque sabemos que quando os anticorpos entram em contato com essa parte destroem o vírus", disse.

A próxima etapa consistirá em tentar injetar essa parte do vírus em um indivíduo para produzir uma resposta imunológica contra a infecção, acrescentou Fauci durante a entrevista que ocorrida antes da Conferência Internacional sobre Aids, em Viena.

O mais provável é que a vacina para a Aids leve vários anos para estar pronta, o que significa que a luta contra a doença terá que permanecer centrada em políticas de prevenção como a distribuição de preservativos e os tratamentos para bloquear a transmissão da Aids entre a mãe e o feto, considerou Fauci.

AIDS NO BRASIL

De 1980 a junho de 2007 foram notificados 474.273 casos de aids no País – 289.074 no Sudeste, 89.250 no Sul, 53.089 no Nordeste, 26.757 no Centro Oeste e 16.103 no Norte. No Brasil e nas regiões Sul, Sudeste e Centro Oeste, a incidência de aids tende à estabilização. No Norte e Nordeste, a tendência é de crescimento. Segundo critérios da Organização Mundial de Saúde (OMS), o Brasil tem uma epidemia concentrada, com taxa de prevalência da infecção pelo HIV de 0,6% na população de 15 a 49 anos.

Em 2006, considerando dados preliminares, foram registrados 32.628 casos da doença. Em 2005, foram identificados 35.965 casos, representando uma taxa de incidência de 19,5 casos de aids a cada 100 mil habitantes.

Confira vídeo da Rede Globo sobre vacina contra AIDS sendo desenvolvida no Brasil




O Boletim Epidemiológico 2007 trouxe, pela primeira vez, dados sobre a proporção de pessoas que continuaram vivendo com aids em até cinco anos após o diagnóstico. O estudo foi feito com base no número de pessoas identificadas com a doença em 2000. Os dados apontam que, cinco anos depois de diagnosticadas, 90% das pessoas com aids no Sudeste estavam vivas. Nas outras regiões, os percentuais foram de 78%, no Norte; 80%, no Centro Oeste; 81%, no Nordeste; e 82%, no Sul.

Do total de 192.709 óbitos por aids identificados no Brasil (1980-2006*), a maioria foi no Sudeste, com 131.840 mortes em decorrência da doença. Em seguida, vêm Sul (28.784), Nordeste (18.379), Centro Oeste (8.738) e Norte (4.968).

Em relatório sobre a aids no mundo, o Programa das Nações Unidas para HIV/Aids (Unaids) propõe que o Brasil aumente o montante de investimentos na prevenção da doença, segundo informações da agência de notícias BBC.

Segundo as Nações Unidas, em 2008, o Brasil gastou cerca de R$ 1,1 bilhão no programa de aids – sendo que menos de 10% vão para a prevenção. Outro dado revela que, de 2003 a 2008, mais de 30% dos novos casos foram detectados nos estágios avançados da doença.

quarta-feira, 14 de julho de 2010

SUCESSO DA BROADWAY, MUSICAL "O DESPERTAR DA PRIMAVERA" REESTRÉIA EM SÃO PAULO

Atendendo a inúmeros pedidos do público, que chegou a fazer campanhas na Internet, em blogs e redes sociais, o musical ‘O DESPERTAR DA PRIMAVERA’ reestreiou em São Paulo, a partir do ultimo sábado, 10/07, no confortável Teatro Shopping Frei Caneca. A volta do espetáculo dirigido por Charles Möeller & Claudio Botelho, vem agitando as redes sociais. Os fãs do musical têm se mobilizado para rever o Despertar e há quem tenha visto o espetáculo 24 vezes, tanto gostaram.

Com temas polêmicos como depressão, morte, incesto, suicídio e homossexualismo, em um musical de grande sucesso de publico na Broadway, nos Estados Unidos, aqui no Brasil conseguiu repetir a façanha, tanto no Rio como em São Paulo.

Mais um êxito da dupla Charles Möeller e Claudio Botelho, que há uma década vem conseguindo um sucesso atrás do outro com esse gênero, que durante muito tempo deixou de aparecer nos palcos no Brasil.

Confira vídeo da Globo News – Sobre “O DESPERTAR DA PRIMAVERA”



Escrita em 1891 pelo dramaturgo alemão Frank Wedeking, a peça causou furor na Alemanha e por anos foi proibida de ser encenada. Cem anos depois, os diretores norte-americanos Duncan Sheik e Steven Star a transformaram em musical, com uma trilha mais voltada para o rock. Nos Estados Unidos, a peça alcançou sucesso imediato e ganhou oito prêmios Tony, o Oscar dos musicais. A montagem brasileira também não ficou para trás e recebeu cinco indicações ao Prêmio Shell.

O musical conta a história de um grupo de estudantes na conservadora Alemanha pré-Primeira Guerra. Por conta da rígida educação em casa e na escola, eles acreditam que qualquer sentimento, seja de amor, tesão ou depressão, é pecado. Até que um deles, apaixonado por uma das alunas, decide contestar todos esses dogmas e escrever uma espécie de manifesto. Enquanto isso, um de seus colegas flerta com o suicídio após ser reprovado, outros dois são homossexuais (com beijo gay, inclusive) e uma menina é prostituta.

Como todos os outros musicais da dupla Charles Möeller e Claudio Botelho, vale a pena conferir no Teatro Frei Caneca, inclusive porque será de curta temporada.

CHARLES MÖELLER - UM SANTISTA NOTÁVEL

CHARLES MÖELLER iniciou sua carreira no teatro como ator em Santos (SP), sua cidade natal, na peça “O Noviço”, em 1985, com direção de Neyde Veneziano. E, por uma feliz coincidência do destino, eu estava lá para testemunhar o começo da carreira deste grande artista. É claro, que naquele instante, não pude nem sonhar que presenciava o primeiro degrau da carreira do Charles.

Autor, diretor, ator, cenógrafo, figurinista e apaixonado desde muito cedo por teatro, Charles Möeller começou, aos 14 anos, a viajar para São Paulo para assistir espetáculos. Em uma dessas idas à capital paulista, assistiu a uma trilogia de Antunes Filho: “Romeu e Julieta”, “Nelson 2 Rodrigues” e “Macunaíma”. Ali decidiu para sempre o que queria ser e fazer na vida.

- “A gente não escolhe ser ator. É algo que você é ou você não é. Eu não consigo ter outra imagem na minha cabeça, durante minha infância, que não seja querer fazer teatro, querer pertencer a este mundo”, disse em uma entrevista.

Confira vídeo Conexão Roberto D”Avila – TV Brasil – Entrevista Charles Möeller (Parte 1/5)




Aos 16 anos se mudou para São Paulo, onde participou, por três anos, do CPT – Centro de Pesquisa Teatral, fundado pelo diretor Antunes Filho.

Neste período, Charles também começou a fazer assistência de cenografia para J.C. Serroni, já que desenhava e possuia algumas noções de plantas em arquitetura.

Da cenografia chegou aos figurinos. Em 1989, trabalhou com Gabriel Vilella em “O Concílio do Amor”, montagem do grupo Boi Voador. Por seu trabalho com os figurinos deste espetáculo, Charles ganhou os prêmios Mambembe, Shell, Apetesp e Associação Paulista de Críticos de Artes (APCA).

Confira vídeo Conexão Roberto D”Avila – TV Brasil – Entrevista Charles Möeller (Parte 2/5)




Mudou-se em 1991 para o Rio de Janeiro, onde assinou a cenografia e o figurino de “O Alienista”, de Machado de Assis e direção de Almir Telles; “Dorotéia”, de Nelson Rodrigues e direção de Carlos Augusto Strazzer; e “Hello Gershwin”, musical de George Gershwin com direção de Marco Nanini, quando trabalhou pela primeira vez com CLAUDIO BOTELHO. Mas o grande trabalho em dupla começou efetivamente em 1997 e desde então vem acumulando sucessos, um atrás do outro, brindando um público sedento de musicais com espetáculos de alto nível.

Trabalhou como ator em espetáculos como “Colombo” (direção: Marcus Alvisi, 1992), “Lago 22” (direção: Jorge Takla, 1994), “A Gaivota” (direção: Jorge Takla, 1996), “Masther Harold e os Meninos” (direção: Antonio Mercado) e “Outra Vez” (direção: Sérgio Viotti).

Para o grupo Os Fodidos Privilegiados, trabalhou com os diretores Antônio Abujamra e João Fonseca em “Exorbitâncias, uma Farândula Teatral” (ator, figurino e cenografia, 1995); “O Casamento” (figurino e cenografia, 1997), pelo qual recebeu o Prêmio Shell pelo figurino; “Auto da Compadecida” (figurino e cenografia, 1998); e “Os Libertinos”, (figurino e cenografia, 2000).


Confira vídeo Conexão Roberto D”Avila – TV Brasil – Entrevista Charles Möeller
(Parte 3/5)





Sob a direção de Ana Kfouri, fez a cenografia e o figurino de “Volúpia”, 1997, e “Gula”, 1999, ambos com roteiro da diretora.

Assinou também os cenários e figurinos dos espetáculos “De Rosto Colado”, de Irving Berlin e direção de Marco Nanini, 1993; “O Médico e o Monstro”, de Robert Louis Stevenson, 1994; “O Jovem Torless”, de Robert Musil, 1995; “Os Fantástikos”, musical de Schmidt & Jones, e “Futuro do Pretérito”, de Regiana Antonini, 1996; “Na Bagunça do Teu Coração”, de João Máximo e Luiz Fernando Vianna, com direção de Bibi Ferreira, 1997; “Amor de Poeta”, de Tiago Santiago, direção de André Mauro, 1998; e “Candide”, opereta de Leonard Bernstein, com direção de Jorge Takla, 2000.

Em 2002, Charles fez a adaptação de “A Diabólica Moll Flanders”, de Daniel Defoe. Para este espetáculo, protagonizado por Ary Fontoura, assinou também a direção e o cenário e com seu infalível companheiro, Claudio Botelho, dirigiram também “Suburbano Coração”.

Em 2003 o grande sucesso “Ópera do Malandro”, Em 2004 “Tudo é Jazz” e “Cristal Bacharach”. Em 2005 “Sweet Charity” e “Lado a lado com Sondheim”. Em 2007 “Sete o musical”. Em 2008 “Beatles num Céu de Diamantes”, “Gloriosa a Vida de Florence Foster” e “A noviça rebelde”. Em 2009 “O Despertar da Primavera” e “Avenida Q”.

Confira vídeo Conexão Roberto D”Avila – TV Brasil – Entrevista Charles Möeller Parte 4/5)




Charles também criou cenários e figurinos para óperas do Theatro Municipal do Rio de Janeiro e de São Paulo, entre elas “Cavalleria Rusticana”, “La Bohème”, “La Traviatta” e “Madama Butterfly”.

Na televisão, participou como ator das novelas “Mico Preto” (90/91- TV Globo), “Ana Raio e Zé Trovão” (92/93 – TV Manchete), “Idade da Loba” (94/95 – TV Plus / Band) e “Xica da Silva” (1996 – TV Manchete), além de “Você Decide” e “A Vida Como Ela É”, na TV Globo.


Carreira


Televisão


Telenovelas
• 1996 - Xica da Silva - Santiago
• 1995 - A Idade da Loba - Tadeu
• 1991 - A História de Ana Raio e Zé Trovão - Werner
• 1990 - Mico Preto - Jota
Seriados
• 1998 - Você Decide episódio O Intruso
• 1997 - Você Decide episódio Vida Dupla
• 1996 – A Vida como ela é...
• 1992 - Você Decide episódio O Carrasco Nazista
Teatro
Como Ator
• 1999 - Outra Vez
• 1997 - Masther Harold e os Meninos
• 1996 - A Gaivota
• 1994 - Lago 22
• 1992 – Colombo

Confira vídeo Conexão Roberto D”Avila – TV Brasil – Entrevista Charles Möeller (Parte 5/5)




Como Diretor
• 2009 – O Despertar da Primavera
• 2009 – Avenida Q
• 2008 - A Noviça Rebelde
• 2008 – Beatles num Céu de Diamantes
• 2008 – Gloriosa a vida de Florence Foster
• 2007 - Sete, o musical
• 2005 - Lado a Lado com Sondheim
• 2005 - Sweet Charity
• 2005 – Lado a lado com Sondheim
• 2004 – Tudo é Jazz
• 2003 - Ópera do Malandro
• 2002 - Suburbano Coração
• 2002 - O Fantasma do Teatro
• 2002 - A Diabólica Moll Flanders
• 2001 - Um Dia de Sol em Shangrilá
• 2001 - Company
• 2000 - Cole Porter - Ele Nunca Disse que Me Amava
• 1998 - O Abre Alas
• 1997 - As Malvadas

como Cenógrafo e Figurinista
• 2000 - Os Libertinos
• 2000 - Candide
• 1999 - Gula
• 1998 - Amor de Poeta
• 1998 - Auto da Compadecida
• 1997 - Volúpia
• 1997 - O Casamento
• 1997 - Na Bagunça do Teu Coração - direção de Bibi Ferreira
• 1996 - Os Fantástikos
• 1996 - Futuro do Pretérito
• 1995 - O Jovem Torless
• 1995 - Exorbitâncias, uma Farândula Teatral
• 1994 – O Médico e o Monstro
• 1993 - De Rosto Colado - direção de Marco Nanini
• 1991 - O Alienista
• 1991 - Hello Gershwin - direção de Marco Nanini
• 1991 - Dorotéia
• 1990 - Boi Voador
• 1989 - O Concílio do Amor

Prêmios

• Prêmio Shell de figurino por O Casamento (1997)
• Premio Sharp de melhor espetáculo por As Malvadas (1997)

Saiba mais:



http://www.moellerbotelho.com.br/about/a-dupla

segunda-feira, 12 de julho de 2010

MADRI EM FESTA COM A VITÓRIA DA ESPANHA NA COPA 2010

Mais de um milhão de pessoas foram às ruas de MADRI nesta segunda-feira receber a seleção da Espanha, que desembarcou da África do Sul com o primeiro troféu da Copa do Mundo da história do país.

Domingo, quando assisti pela TV toda aquela multidão de espanhóis na Praça de Cibeles, vendo e comemorando a vitória da Espanha contra a Holanda, me lembrei com muita saudade da minha viagem a essa linda e inesquecível cidade européia em 2004.

Minha estada foi em janeiro, era inverno e estava bastante frio, porém não nevou naquele ano e deu para fazer muitos passeios maravilhosos. Fiquei no Hostal Las Fuentes, na Calle Fuentes 10 e recomendo a todos, pois além de ser muito aconchegante e bem localizado, achei razoavelmente barato na época.

Confira vídeo da platéia espanhola na Praça de Cibeles em Madri, jogo Espanha x Holanda, final da Copa 2010



Madri possui verões muito quentes e invernos rigorosos. A cidade é uma das mais alegres da Europa e por isso atrai tantos turistas. Além disso, Madri possui muitos monumentos históricos, com um estilo arquitetônico semelhante ao francês - isso reflete os laços genéticos entre as famílias reais dos dois países.

Costuma-se dizer que Madri é a capital dos pecados! Onde você deve aproveitar e viver como os madrilenos: comer bem, beber, aproveitar os bares e boates e dormir à tarde.... A cidade, definitivamente pára das 14:00 às 17:00 horas para a sesta.
Sente-se num dos cafés da Plaza Mayor, coma um tapa - deliciosos petiscos muito variados, podendo ser de jámon (presunto), tortillas, lulas, camarão....- apreciando a movimentação. Nesta praça você vai encontrar de tudo: tocadores de violão, vendedores de rosas e badulaques, turistas e madrilenos que não param de passar.

Madri tem se desenvolvido muito após o final da ditadura de Franco, morto em 1975. Um movimento de arquitetos, músicos e escritores, que recebeu o nome de La Movida, trouxe novos ares a cidade.

Sua vida noturna é mesmo intensa. Tem boates que abrem as 7 da manhã, para o After-Hours! Apesar disso, os moderninhos clubbers não são comuns nesta cidade. Encontrá-los será mais fácil em Londres e Berlim.

Confira video - Madri em 3D no Google Earth




Madri ou Madrid (como é chamada pelos espanhóis) além da capital é a maior cidade de Espanha, tal como o município de Madrid e a Comunidade autónoma de Madrid. A cidade foi edificada junto às margens do rio Manzanares, no centro do país. Devido à sua localização geográfica e histórica, é juntamente com Lisboa o centro financeiro e político da Península Ibérica.

O clima de Madri pode ser definido como mediterrânico continentalizado com um regime de chuvas estepário. Os invernos são frios com geadas frequentes e neve ocasional. Os verões são cálidos e secos com temperaturas máximas que muitas vezes superam os 35 °C. As precipitações são escassas, mas bem distribuídas em todo o ano. A temperatura média máxima anual é de 19,5 °C e a mínima anual de 9,5 °C. Janeiro é o mês mais frio com temperaturas que oscilam entre 2-10 °C e Julho o mais quente (18-32 °C). A quantidade média de chuva recolhida num ano é de 435 mm.

A população de Madri começou a crescer significativamente desde que a cidade se tornou a capital nacional. Esse grande crescimento demográfico foi mais evidente entre os anos de 1940 a 1970, devido à migração doméstica e imigração internacional. Porém, na década de 1970 o crescimento da população madrilena estagnou; esse fenómeno, que também afectou a cidade de Barcelona, foi causado pelo desenvolvimento de subúrbios satélites no centro da cidade. A 1 de Julho de 2005, a população de Madri estava quantificada em 3.155.359 de habitantes.

Segundo um censo realizado em 2006 a população estrangeira residente em Madri era de 508.141 habitantes, ou seja 13,57% do total da população da cidade. Os distritos com mais imigrantes são o Centro (27,22%), Tetuán (19,58%), Carabanchel (17,34) e Usera (16,29%). Os distritos com menor população imigrante são Moratalaz (7,63%), Fuencarral-El Pardo (8,43%), Retiro (8,75%) e Hortaleza (8,84%). A maioria destas pessoas provém da América Latina, Europa, Ásia e Norte de África.


Confira video - City Tour em Madri





Madri foi em 2006 a quarta cidade europeia mais visitada, e a primeira em Espanha. Nesse ano, acolheu quase sete milhões de turistas. A cidade é rica em arte e história, albergando alguns dos museus mais importantes do mundo. Mas não só de arte vive a capital espanhola: o Palácio Real de Madrid, o Parque do Bom Retiro, a Catedral de Almudena, a Plaza de España e a Puerta del Sol são locais de elevado interesse turístico e histórico que todos os dias são visitados por centenas de pessoas. Outras dessas atracções são:

• Plaza Mayor – Situado no Centro Comercial da Cidade
• Plaza de Colón – Em homenagem ao maior navegador Cristovão Colombo
• Paseo de la Castellana – Uma das principais e mais largas avenidas de Madri
• Gran Via – Uma das principais ruas da cidade
• Las Ventas – A maior praça de touros de Madri
• E muitos outros lugares, museus e parques

Se você gostou dessa postagem, leia mais:

15/05/10 - Brugges, na Bélgica...
26/05/10 - Milão, uma terra de brasileiros
17/06/10 - Você conhece Londres, a terra da rainha ?
23/06/10 - Sampa, a melhor cidade do Brasil
15/10/10 - París, inesquecível


Saiba mais:

Consulado Geral da Espanha em São Paulo
Av. Brasil, 948 – São Paulo – SP
Fone (011) 3085-9914